terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Pensamentos Perdidos

E dizem que queriam ter certeza, saber onde pisam, pra não mais errar, pra não mais pecar, pra não mais se machucar... Eu? Eu não quero certeza, eu quero desconhecido, eu quero poder te perguntar coisas sem saber a resposta e me me surpreender com ela. Não importa se pra melhor, se pra pior, apenas quero a incerteza, a novidade, o estranho. Quero que você seja você mesma, faça o que quiser e o que bem entender. Não seja previsível, esperada, imaginada. Foi por isso que me apaixonei por você, pela sua impulsividade, pelas surpresas de estar ao seu lado. Por mais que queiras a rotina, a não mudança, a mesmice, você muda todos os dias. Você evolui, cresce, se transforma, amadurece, fica mais... Você. Exatamente isso, inexperado, surpresa, do nada. Essas surpresas são boas, em todos os sentidos, de todas as maneiras, de todas as formas. Às vezes vc me surpreende pra pior, mas os prós são maiores que os contra e isso que vale. O crédito no final é sempre maior, o bônus, a recompensa, o prêmio, serão sempre maiores. Sabe porque? Porque é VOCÊ.






Lívia Otero - 14.12.10

0 comentários: