terça-feira, 27 de abril de 2010

Devaneios

Passo as noites contigo
Noites obscuras
Escuras
Sem frescura

Te vejo a minha frente
Estico os braços
Mas será?
Sumiste

Parece que escorres pelos dedos
Nem sequer consigo
Te agarrar preciso

Não consegui
O laço, entrelaço, enlace
Não te manteve aqui



Lívia Otero - 27/4/10

0 comentários: