segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Luna

Grandiosa, bela
Alvinha, encantadora
Me encanta, me chama
Me fita, reluzindo em meus olhos

Quem dera poder te tocar
Quem dera poder chegar
Todas as noites espero por ti
 Ansiosa para te namorar

Fico besta ao saber que também me admiras
Fico boba ao flertar contigo
Sem precisar esconder ou disfarçar

Ao som do violão me deixas
Sai de fininho, pra ninguém notar
Nem de mim se despedes



Lívia Otero - 26/6/10

0 comentários: