sexta-feira, 6 de maio de 2011

O Amor me condena

Uns e outros me condenam por palavras que hão de sair de minha boca (ou dedos)... Ou até mesmo, atitudes que hei de tomar. Mas só eu sei o que sinto... E o que você sente. E não nos condeno por isso, muito menos à mim. Só eu sei o que é deitar e dormir a noite, não feliz e nem bem, mas um sono tranquilo, por ter feito o que seria o certo e não ter sido egoísta. Eu te amo. E isso basta pra mim. Porquê, por causa disso, eu sempre farei de tudo para te ver feliz. Mesmo já não sabendo mais se in ou felizmente, te amarei para sempre.




Lívia Otero - 2.5.11

1 comentários:

LOIRINHA KSADA... disse...

...meninaaa... do Céu ou do Bom Inferno Clarice Lispector bate palmas... amei... bjinhos...