quarta-feira, 9 de junho de 2010

Desejo Que Mata

Fome que ataca
Desejo que mata

O meu desejo é aquele incansável
O teu deseho é aquele impensável

Assim como eu: inconstante
Sendo sempre meu: apaixonante

Desejo de paixão, de amor, de tesão
Arrrhhh! Que tesão!

Todas as cores que eu imaginar
Em todas, é possível amar
Inconstante, incansável, apaixonante, impensável



Lívia Otero - 9/6/10

1 comentários:

Pércio Faria Rios disse...

Isso me lembra da Adélia Prado: "eu não quero a faca, eu não quero o queijo, eu quero a fome!"