domingo, 7 de março de 2010

Meu vício perfeito

Passo as noites a sonhar com ti
Porque fostes?
Se me queria, porque me deixaste?

Da abstinência, a pior parte
Não ter a dose diária dói
3 dias após
Preciso de um novo vício

Não morro, mas adoeço
Coração mole é terminal
Afinal, eu sou paciente terminal
Sem você morro um pouquinho a cada dia

Não vicie se não fornecerá
Mas quem me viciou?
Eu quis e vc permitiu


Lívia Otero (6/3/10)

0 comentários: