domingo, 21 de março de 2010

Te espero pra sempre

E pra falar que não falo de ti
Que andas por ai e nunca encontrei
Que entoa os 7 cantos que nunca ouvi
Que brilha nas esquinas que nunca passei

Falar de sentimentos que embora vivídos
Se renovam no claro sorriso em teu rosto
E assim meio a surgir na pureza do oposto
Sóis e mais girassóis por amores movídos

Agora mais que nunca quero ouvir seu canto
Agora mais que nunca cruzar seu caminho
No claro amanhecer que faz secar o pranto
Do rosto agora seu que espera com carinho



Ana Carolinna (a muito tempo)

0 comentários: